Os duelos entre Rafael Nadal e Roger Federer são um fator no debate sobre o melhor jogador do mundo, diz a antiga estrela do ténis argentino

O ex-jogador argentino Martin Jaite acredita que a intensa rivalidade entre Roger Federer e Rafael Nadal torna difícil classificar o sérvio Novak Djokovic como o melhor jogador de todos os tempos.

O atual número um do mundo tem sido muito contestado por ser considerado o melhor jogador da história do ténis masculino na categoria de singulares, tendo conquistado 24 títulos do Grand Slam.

Jaite foi recentemente citado num relatório em que sublinhava que, uma vez que Federer e Nadal, que também estão na discussão do melhor jogador de sempre, estiveram envolvidos numa rivalidade intensa que se estendeu por mais de uma década, é difícil favorecer Djokovic para esse título, apesar dos seus êxitos no campo do desporto;

"É muito difícil para mim colocar um ranking dos melhores jogadores de todos os tempos, porque há muitos jogadores importantes que eu não vi jogar", disse. "Por exemplo, muitas pessoas falam de Laver, e eu não vi Rod Laver jogar. Comecei a ver ténis com Bjorn Borg, Guillermo Vilas e toda essa malta.

"Depois, há que contar com o número de títulos conquistados e o número de Grand Slams. Nesse sentido, pode pensar-se que é o Djokovic, mas, para mim, os duelos de Federer e Nadal foram mais fortes do que os duelos de Nadal e Federer com Djokovic. É muito difícil tomar partido por qualquer um dos três.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments