Nick Kyrgios admite dificuldade em ganhar vantagem desportiva no ténis devido à proximidade dos jogadores: "Tenho de ver esta pessoa o dia todo"

Nick Kyrgios vai estrear uma nova série intitulada "Good Trouble", com conversas com o famoso chef britânico Gordon Ramsay. O finalista de Wimbledon de 2022 discutiu os desafios de equilibrar as rivalidades no campo com os seus colegas jogadores, ao mesmo tempo que partilha uma quantidade significativa de tempo fora do campo.

O antigo número 13 do mundo ainda está a recuperar de lesões e ainda não anunciou uma data de regresso. Depois de ter disputado apenas um jogo em 2023, enfrentou outro contratempo em 2024, o que o levou a desistir do Open da Austrália pelo segundo ano consecutivo.

Kyrgios sobre a dinâmica única do Tour

O talentoso australiano deu a conhecer o quotidiano dos tenistas do circuito, salientando o paradoxo da competição individual num desporto que envolve espaços partilhados e interacções com os rivais. Kyrgios estabeleceu uma comparação com os desportos de equipa, em que os atletas passam mais tempo com os colegas do que com os adversários.

"O que se passa com o ténis é que toda a gente pensa que é individual, mas depois tomamos banho todos juntos, comemos juntos, por isso vemos estas pessoas minutos antes de entrarmos na arena, o que é a coisa mais louca do desporto", disse Kyrgios.

"Normalmente, temos balneários separados e não vemos essa pessoa o dia todo, estamos a tentar matá-la. Por exemplo, no Open dos Estados Unidos do ano passado, eu e o [Daniil] Medvedev estávamos prestes a entrar em ação e estávamos no balneário a ver o jogo anterior terminar e estávamos a organizar as nossas coisas para jogar.

"Depois voltamos logo para o balneário, despimo-nos, tomamos um duche e depois somos as duas únicas pessoas no balneário e tenho de ver esta pessoa todos os dias.

"Não é um ambiente de equipa, mas parece que estamos a fazer a mesma coisa, porque é como se estivéssemos a jogar em frente de milhões de pessoas contra este tipo por centenas e milhares de dólares, e agora tenho de tomar banho ao lado dele".

Nick Kyrgios, conhecido pela sua natureza franca e aberta, discutiu os desafios de encontrar um equilíbrio na dinâmica única do circuito de ténis. Apesar da natureza individual do desporto, Kyrgios salientou o paradoxo de passar um tempo considerável com os adversários fora do court, uma dinâmica diferente dos desportos de equipa: "É muito difícil encontrar esse equilíbrio", afirmou

"Sempre gostei do ambiente de equipa. Adoro basquetebol, futebol, todo esse tipo de coisas. Mas o ténis é tão louco que é difícil ter uma vantagem", acrescentou Kyrgios. "Passamos horas e horas juntos. Estive a falar com o treinador dele [Medvedev] antes de sairmos de lá [no Open dos Estados Unidos]", concluiu Kyrgios.

Read more about:
Nick Kyrgios ATP

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments