Novak Djokovic, número 1 do mundo, continua a bater recordes e vai atingir um novo marco esta semana

Novak Djokovic continua a bater recordes e, depois do marco da semana passada, que o levou a duplicar o número de semanas do número 1 do mundo, Rafael Nadal, com 418 contra 209, o Ranking ATP da próxima semana vai anunciar um novo marco.

Djokovic vai ultrapassar Roger Federer como o mais velho número 1 do mundo na história do ranking ATP. O sérvio chegará aos 36 anos e 321 dias, mais um dia do que Federer, e será um recorde que se manterá durante algum tempo e que dificilmente será batido durante alguns anos.

Desde que completou 30 anos, a 22 de maio de 2017, conquistou 31 títulos a nível do circuito, com 12 dos 24 Grand Slams e 10/40 títulos ATP Masters 1000 como referência. Tudo isto no topo da hierarquia, enquanto Djokovic tem um calendário muito leve em comparação com o resto do circuito.

No topo da árvore, conseguiu saltar principalmente os pequenos torneios, exceto aqueles em que tem interesse, e só jogará aqueles que acredita poder ganhar e os eventos maiores, como os Grand Slams e os principais torneios ATP Masters 1000. Assim, a sua carreira prolongou-se até aos 30 anos e continua a ser o porta-estandarte do circuito, enquanto os restantes colegas se reformam e se afastam do desporto.

É ainda mais surpreendente se tivermos em conta que só subiu ao topo da hierarquia do ténis em 2011, com 24 anos, enquanto os seus rivais a alcançaram com 22 anos e, desde então, tem lutado sobretudo com os mais jovens do que ele. Carlos Alcaraz, por exemplo, tem sido uma das únicas rolhas momentâneas na garrafa e Jannik Sinner será provavelmente o próximo depois de se ter tornado o número 2 do mundo esta semana. Mas, pelo menos durante algum tempo, ele permanecerá no topo e continuará a aumentar os seus já espantosos registos.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments