Quem não escolher Novak Djokovic como o melhor jogador do mundo é um "ser humano louco", diz Andy Roddick: "Muito simplesmente, é assim que as coisas são"

Andy Roddick afirmou que qualquer pessoa que não escolha Novak Djokovic como o melhor de todos os tempos é um "ser humano louco". O americano partilhou o seu veredito no debate sobre o melhor tenista de todos os tempos e posicionou o 24 vezes campeão do Grand Slam acima de Rafael Nadal e Roger Federer.

O sérvio de 36 anos mantém a sua posição como número 1 do mundo e garantiu três títulos do Grand Slam em 2023, tornando-se o líder de todos os tempos em vitórias importantes e, para muitos, resolvendo a discussão sobre o Big-3.

No último episódio do seu podcast Served, Andy Roddick não teve dúvidas de que os números de Djokovic confirmam a sua afirmação: "O que está a tornar esta coisa do GOAT tão estranha é que nunca temos nada que seja como uma final. O debate [Michael]Jordan/LeBron [James] é do género: 'Ok, o LeBron tem menos, mas jogou isto'", disse o americano.

"Há outros factores envolvidos em que é como se esta conversa fosse em grande parte como se a matemática não se importasse com os seus sentimentos. Não se preocupa com o seu estado de vacinação", acrescentou Roddick. "Se alinharmos estes três currículos (Djokovic, Nadal e Federer), e se escolhermos qualquer um deles menos este (Novak), somos um ser humano insano. Muito simplesmente, é assim que as coisas são."

"Tudo o resto é uma questão de preferência pelo que se gosta de ver. Gostamos de ballet/artística, gostamos do trauma de força bruta do Rafa. Eu sempre disse que o que o Novak faz tão bem não salta imediatamente do ecrã para um olho não treinado em ténis."

Segundo Roddick, é natural que alguns adeptos prefiram Nadal e Federer porque têm um estilo de jogo diferente do de Djokovic: "O que o Roger faz muito bem é muito óbvio. É espantoso se conhecermos o ténis tão bem como eu, e é espantoso se for o primeiro jogo de ténis a que assistimos", afirmou o antigo número 1 mundial.

"O Rafa, a fisicalidade com que joga, as rotações, a velocidade, o dramatismo de quando está a correr, até o dramatismo dos grunhidos, tudo faz sentido quando se sabe que ele é uma figura de gladiador.

"Considerando que o Novak é um cirurgião. Ele está literalmente a desfazer-nos. Temos de fazer estas trocas de risco enormes para causar impacto nele. Ele sabe, e tu sabes, que provavelmente não serás capaz de o fazer ao longo de três ou quatro horas.

"A maior parte de nós, nos debates em grande escala, não é grande coisa em termos de nuances. E o jogo de Novak, francamente, não fornece essa manchete simples com frequência suficiente. Mas, se conseguirem argumentar contra os números dele, estão a ser deliberadamente ignorantes neste ponto", concluiu.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments