Diretor do torneio do Open 13 Provence critica Patrick Mouratoglou por causa do UTS Oslo: "Ele promove os seus próprios interesses, é só isso"

Patrick Mouratoglou foi criticado pelo diretor do torneio, Jean-François Caujolle, por ter impedido os jogadores de participarem no Open 13 Provence, com o último Ultimate Tennis Showdown (UTS) a ter lugar em Oslo.

De acordo com Caujolle, Mouratoglou apenas colocou os seus interesses em primeiro plano, uma vez que os jogadores que poderiam ter ido para Marselha para substituir Jannik Sinner não estão envolvidos. Entre eles estão Holger Rune, Casper Ruud, Andrey Rublev e Alex de Minaur, que decidiram disputar a UTS em Oslo, que acontece de 9 a 11 de fevereiro.

Apesar de Hubert Hurkacz, Grigor Dimitrov e Karen Khachanov jogarem no Open 13 Provence, há ausências notáveis, com o torneio a procurar Alexander Zverev inicialmente como substituto. Mas tal não foi possível depois da desistência de Jannik Sinner.

Agora, Caujolle acusou Mouratoglou de se colocar em primeiro lugar em detrimento de jogadores que poderiam ter participado num torneio ATP 250 esta semana.

"Há uma fase UTS em Oslo, com alguns jogadores que poderiam ter vindo ao Open 13. E isso ofende-me, sim. Qual é o interesse do promotor Mouratoglou? Para mim, ele não promove o ténis. Promove os seus próprios interesses, mais nada", declarou ao L'Equipe.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments